Transtorno do estresse pós-traumático

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O estresse pós-traumático é um sofrimento psíquico que a pessoa passa devido à exposição a uma experiência traumática que ela tenha vivenciado. Geralmente a pessoa testemunhou ou foi confrontada com um ou mais situações negativas envolvendo um sofrimento real ou uma situação ameaçadora na qual a pessoa pode reagir com intenso medo, impotência ou horror.

O sistema classificatório de doenças, o DSM (American Psychiatric Association) define o estresse pós-traumático como uma resposta sintomática potencialmente crônica em relação a um evento estressor traumático, que incluem 12 sintomas agrupados em três categorias: a primeira inclui sintoma de revivência ou reexperiência do evento, no qual ao menos um sintoma deve estar presente; a segunda categoria diz respeito aos sintomas de entorpecimento da responsabilidade geral, evitação e distanciamento afetivo; e o terceiro grupo de sintomas contém seis sintomas variados, entre os quais a excitabilidade aumentada, o prejuízo cognitivo, o isolamento e fuga dos estímulos associados ao trauma (exemplo receber mensagens ofensivas na escola ou pela internet; violência de colegas); a re-experiência de sintomas na presença de estímulos associados ao trauma (por exemplo dores de cabeça) e sentimentos de culpa, sendo que ao menos dois sintomas aqui citados precisam estar presentes. A pessoa também pode apresentar alterações do sono, irritabilidade e dificuldade de concentração. 

Fonte: Sociedade Brasileira de Clínica Médica

Canabidiol para tratar TEPT

Estudo com modelos animais de ansiedade e envolvendo voluntários saudáveis sugerem claramente que o CBD possui efeitos ansiolíticos. Além disso, o CBD mostrou-se capaz de reduzir a ansiedade em pacientes com transtorno de ansiedade social. Conclusão: futuros ensaios clínicos com pacientes portadores de diferentes transtornos de ansiedade, em especial pacientes com transtorno do pânico, obsessivo-compulsivo, ansiedade social e estresse pós-traumático, são oportunos. Além disso, ainda é necessário determinar a adequada faixa terapêutica do CBD e os exatos mecanismos envolvidos nessa ação ansiolítica.

Fonte: Brazilian Journal of Psychiatry

 

Artigos Relacionados

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese